Filtros de Produtos

Fabricantes

Informações

Meu lago precisa de um esterilizador UV? 


Geralmente os esterilizadores UV ou filtros UV são utilizados apenas para o controle de algas, neste caso a recomendação é que o esterilizador seja utilizado em lagos ornamentais onde o período de exposição direta ao sol seja superior a 3 horas por dia. 

Outra utilização do filtro UV é o controle de doenç...

Meu lago precisa de um esterilizador UV? 


Geralmente os esterilizadores UV ou filtros UV são utilizados apenas para o controle de algas, neste caso a recomendação é que o esterilizador seja utilizado em lagos ornamentais onde o período de exposição direta ao sol seja superior a 3 horas por dia. 

Outra utilização do filtro UV é o controle de doenças, geralmente mais utilizado em aquários por conta do volume de água relacionado, em lagos esta utilização é muito rara, pois o volume de água geralmente é bem grande e o equilíbrio biológico é mais estável, contudo quase todos os lagos ornamentais tem esterilizador UV por estarem expostos a luz solar direta.

Como funciona um filtro Ultra Violeta? 


Os filtros Ultra Violeta são constituídos de um tubo, geralmente de PVC bem escuro, pois a radiação ultra violeta que estará presente dentro dele pode ser prejudicial a saúde humana, com uma entrada e uma saída de água. Dentro deste tubo é colocado um outro tubo mais fino de vidro ou de quartzo e finalmente dentro deste tubo de vidro uma lâmpada especial emissora de radiação Ultra Violeta.

 

Os filtros UV se beneficiam dos efeitos nocivos da radiação UV-C nos micro organismos. Como isso funciona? Quando a água passa por dentro do tubo de PVC, tanto a água como todos os organismos em suspensão na água ficaram expostos a luz ultra violeta irradiada pela lâmpada, os micro organismos como algas, bactérias, pequenos parasitas, fungos e alguns protozoários quando expostos a radiação UV-C emitida pela lâmpada sofrem uma mutação em seu DNA que impede a sua reprodução.

 

Como estes organismos tem um ciclo de vida muito curto e dependem de sua velocidade de reprodução para se espalhar pelo lago em poucos dias após o inicio de funcionamento de um conjunto de filtro UV com uma bomba bem dimensionada, estes seres iram diminuir drasticamente de concentração, diminuindo as chances de contaminação dos peixes no caso de bactérias e fungos ou devolvendo ao lago a sua aparência cristalina. 

Alguns mitos e verdade sobre o uso de filtros UV em lagos ornamentais. 

Ultimamente, tem se percebido certo interesse e questionamentos sobre a utilização de esterilizadores Ultravioleta (UV) em aquários e lagos. Isso é uma discussão antiga que ressurge periodicamente. Há alguns anos, criadores estão utilizando o UV com grande sucesso em seus lagos. O UV em aquários ou lagos ajuda a controlar a água verde, assim como, as bactérias e parasitas em suspensão na água.

O UV e produtos anti-cloro não combinam?
Para iniciar, vamos olhar a dinâmica de adicionar produtos anti-cloro (usualmente Tiossulfato de Sódio) a água quando fazemos as trocas parciais. Logo que o anti-cloro se mistura com a água, o cloro é neutralizado. O UV, com a vazão correta, não pode interferir nesse processo, pois o cloro é eliminado antes de passar pelo UV. Além disso, não existe reação produzindo compostos tóxicos quando o Tiossulfato de Sódio passa pelo UV.

 

A utilização do UV irá neutralizar medicamentos adicionados na água?
Na maior parte dos casos isso é verdade. É uma pratica comum desligar o UV quando estiver tratando a água com medicamentos. Assim que o tratamento estiver completo o UV deverá ser ligado novamente para controlar bactérias e parasitas que estão em suspensão na água. Isso reduz muito a chance de re-infestação.

 

O UV produz ozônio quando exposto ao oxigênio na água?
Isso não acontece com a utilização das lâmpadas de boa qualidade nos Esterilizadores UV para aquários e lagos. Lampadas UV de baixa qualidade podem sim produzir ozônio, o que é perigoso pois o ozônio é um gas tóxico

O UV irá prejudicar a formação das bactérias nitrificantes?
Nitrosômonas e Nitrobacter não são bactérias que ficam livres na água e por isso elas não entram em contato com o UV. Elas se fixam nas mídias biológicas e nos substratos do aquário ou lago. A única forma em que o UV pode afetar a fixação das bactérias nitrificantes é caso elas sejam adicionadas diretamente na água por produtos específicos. Nesse caso, é recomendado que o UV seja desligado até que elas consigam se fixar.

 

O UV pode fazer com que os peixes percam resistência a doenças e parasitas por eles viverem em um ambiente estéril?
Como a água esterilizada pelo UV retorna ao tanque se misturando a água não esterilizada, não existe como remover todas as bactérias e parasitas da água, Sem entrar em uma discussão de coeficiente de pureza, podemos dizer que o UV bem dimensionado e com a vazão correta, irá matar 99.99% das bactérias patogênicas e parasitas que estão na água do aquário ou lago. Adicionalmente, peixes produzem dejetos e, com eles, existem bactérias. O UV está simplesmente removendo o fator de doença na água. O peixe não perde sua imunidade e o sistema imunológico não fica dormente. A energia utilizada para combater doenças é apenas direcionada para o crescimento e coloração do peixe.

 

O UV mata apenas bactérias e não os parasitas?
Isso não é verdade. Parasitas presos aos peixes não são de fato afetados pelo UV. Quando o parasita está em seu estágio de suspensão na água do seu ciclo de vida é que o UV irá agir eliminando-o da água. Por isso, medicamentos devem ser adicionados para remover os parasitas da água e, depois disso, o UV irá proteger da re-infestação.

Um UV que produz 28000 microwatts em contato com água por 5 segundos irá matar os seguintes parasitas e bactérias patogênicas encontradas em aquários e lagos.

  • Chilodinella;
  • Costia;
  • Epistylis;
  • Heximita;
  • Ichthyophithirius Multifilis (Ictio de água doce);
  • Trichodina;
  • Flukes – Dactylogyrus and Gyrodactylus;
  • Argulus;
  • Lernea (Verme ancora);
  • Aeromonas – hydrophila, salmonicida;
  • Certomyxa shasta;
  • Edwardsiella – Septicemia;
  • Flexibacter columinaris;
  • Mycobacterium fortuitum – Tuberculosis;
  • Pseudomonas – flourescens, putida, anguilliseptia, aeruginosa;
  • Sacrina lutea;
  • Saprolegenia hyphae.

Resumindo, com o esterilizador UV estamos criando um ambiente mais saudável para nossos peixes. Em sistemas fechados, como aquários e lagos, bactérias patogênicas e parasitas podem se reproduzir em taxas alarmantes. Controlar essas bactérias patogênicas e parasitas com o UV pode não somente controlar disseminação de doenças, mas pode também, produzir um ambiente muito mais saudável para que nossos peixes possam prosperar.

Texto: Rick G. Copeland
Tradução: Caio Bianco
Adaptação: Santiago V. Prata

Mais

Esterilizadores (Filtros) UV Foram encontrados 26 produtos.

por página
Mostrando 1 a 15 de 26 itens
Mostrando 1 a 15 de 26 itens